• Mamãe de Duas

Mãe desabafa após ouvir de seis médicos que deveria abortar gêmeas com síndrome de Down

Atualizado: 6 de Dez de 2020


As Gêmeas lindas

Se não fosse por essa mãe hoje seria tudo diferente, essa mãe desabafou após ouvir de seis médicos que deveria abortar seus bebês gêmeas com síndrome de Down.


A mãe Rachael Prescott, de 39 anos, e o seu marido, Cody, de 32, se recusaram a interromper a gestação de gêmeos e deram as boas-vindas a Charlotte e Annette com muito amor.


O casal , foi informado no meio da gestação que as filhas gêmeas, sofriam com uma doença cardíaca e que provavelmente eram portadores de síndrome de Down. Durante os últimos cinco meses da gravidez os pais ouviram seis vezes de médicos diferentes que a melhor opção nesse caso era o aborto – mesmo assim, o casal seguiu em frente dando as boas-vindas a Charlotte e Annette.


É caso raro, e a chance de ter gêmeas idênticas com a síndrome é de 1 em 1 milhão., o que coloca o caso em um patamar de raridade. Em entrevista ao Daily Mail, os americanos contam que o maior receio da equipe do hospital era sobre a possibilidade o Down, enquanto eles apenas queriam que as bebês sobrevivessem a cirurgia no coração.


“Na minha primeira consulta do pré-natal, por volta das oito semanas, seis especialistas se revezaram para analisar e reversar os exames e apresentar os mesmos resultados. Assistimos há muitas conversas de médicos perplexos sobre se nossas meninas poderiam ser portadoras da síndrome de Down, quando elas, sem dúvida, tinham problemas cardíacos graves.



As múltiplas informações sobre como lidar com a situação cardíaca foram ofuscadas pela pressão delas terem Down, por testes genéticos e possíveis meios de aborto. Queria tanto explicar o quanto eu estava longe de desejar interromper a minha gravidez, mas naquele momento só consegui ficar em silêncio”, conta Rachael.


O casal também tem dois filhos o Easton,de 6 anos, e Hudson, de 4, e explicam que se negaram a fazer o teste que confirmaria o diagnóstico de síndrome de Down até o nascimento das gêmeas. Foi só no momento do parto que os dois tiveram a certeza da condição das gêmeas. Charllote precisou passar por uma cirurgia no coração seis meses depois de nascer, enquanto Annette veio ao mundo totalmente saudável.


Síndrome de Down


É uma doença genética do cromossomo 21 que provoca atrasos de desenvolvimentos e também intelectuais.

A Síndrome de Down é um distúrbio genético causado quando uma divisão celular anormal que tem por consequência em material genético extra do cromossomo 21.


A síndrome de Down causa um aspecto facial distinto, deficiência mental, atrasos no desenvolvimento e pode ser comparado a doença cardíaca ou da tireoide.


Programas de debates que tratam de intervenção precoce com uma equipe de terapeutas e educadores especiais, que podem abordar a situação específica de cada criança, são úteis no tratamento da síndrome de Down.

44 visualizações0 comentário